A nova cara da liderança diante da pandemia

Celso Braga

7 de abril de 2020

Blog do Grupo Bridge

Desenvolvimento humano, transformação cultural e inovação.
Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
É um cenário, incerto, caótico, complexo e volátil que entramos neste momento, sem nenhuma certeza do que virá pela frente. Certeza apenas de que será tudo novo quando as coisas voltarem a se reorganizar. E se alguém disser que não ficou com medo, com raiva, ansioso e até meio perdido em algum momento, eu TRUCO!

Vamos às coisas práticas, para sair do caótico é preciso ter organização operacional. É aí que entram aquelas dicas rápidas que te ajudam a ter pelo menos algo por fazer. Um monte de gente ofereceu elas ao longo destes dias, em todas as mídias sociais, e estão valendo. Muitas delas são realmente úteis, mas só se soubermos selecionar o que realmente nos serve para cada caso.

Mesmo assim, nem tudo sairá como a gente planejou ou como foi oferecido pelas dicas de ação. Porque, claro, as coisas estão se desorganizando mais rápido do que conseguimos organizá-las, cada dia um fato novo no cenário, cada dia um obstáculo novo no comportamento de todo mundo ao redor. E assim, nossos papeis vão perdendo de novo a sua forma de funcionar bem.

Vale ressaltar que o que organiza de fato as nossas ações são os nossos papeis. São eles que orientam a nossa conduta e formam a nossa identidade. O nosso papel como pais nos leva a agir de determinada forma com os filhos, nosso papel profissional como líder dá o tom da nossa forma conhecida de liderar, nosso papel como parceiro nos impulsiona a agir com nossos companheiros de forma bem diferente. Agora tudo isto se misturou e a cada dia são exigidas de nós novas respostas.

Quando a pandemia amenizar seus efeitos e formos voltando para nossas rotinas, nada mais será como antes. As vivências nestes tempos estão mudando a nossa identidade e nos obrigando a ser diferentes, de um modo que não será mais possível sermos os mesmos de antes. Ficaremos encharcados do novo.

Uma questão crucial que se apresenta agora é “refletir”: Diante do que estamos vivendo, estamos sendo capazes de dar novas respostas para os novos tempos?

A nossa capacidade espontânea de dar respostas novas às situações (sejam elas antigas ou inusitadas) nunca foi tão necessária. A nova cara da liderança está sendo feita do uso desta capacidade, do potencial de cada um para dar respostas novas à situação atual.

Ninguém te preparou para o que estamos enfrentando, então é crucial que você aumente seu repertório de respostas para lidar com o momento. Se as lideranças entenderem a oportunidade não vão mais parar de treinar suas habilidades para dar novas respostas para os obstáculos, mesmo num cenário pós-crise.

A boa notícia é que tudo vai passar, que construiremos as alternativas para os novos tempos, que faremos reflexões sobre o aprendizado da jornada que tivemos e dos monstros que enfrentamos.

Mais que isto, nos sobrará a consciência de que podemos exercitar nossa espontaneidade mais e mais, tornando nossas capacidades, nossas potencialidades, e valores em ações reais para seguirmos para outras situações difíceis que possam surgir.

Sim, nós podemos!

ESCRITO POR

Celso Braga

O Celso é um obstinado sonhador e realizador. Sócio-diretor do Grupo Bridge, é casado com a Adriana, pai do Lucas e do Mateus. Adora olhar pra frente e construir o futuro.

Artigos Recentes

Grupo Bridge 2020 © Todos os Direitos Reservados – GB Design Team
small_c_popup.png

Receba nossas notícias

Bridge News