A PAIXÃO PELO QUE FAZ FACILITA A CRIATIVIDADE

A PAIXÃO PELO QUE FAZ FACILITA A CRIATIVIDADE

Celso Braga

23 de maio de 2021

Blog do Grupo Bridge

Desenvolvimento humano, transformação cultural e inovação.
Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

“Se tem paixão pelo que faz verá o surpreendente aparecer”

Celso Braga

O mundo está mais incompreensível, dando saltos não lineares, trazendo ansiedade e uma fragilidade em tudo que poderia ser mais perene. Aparentemente há pessoas que sentem mais, que sofrem mais com este cenário do que outras. Haveria de ter um padrão?

Parece-me que sim, se você honra as verdades que constrói com a prática, tudo acontece de maneira mais intensa, pois contém uma pitada de sentido, de paixão naquilo que faz.

Então, é hora de falar dos apaixonados pelo que fazem, competência listada entre as mais importantes para se viver pelas grandes universidades e empresas. Estas pessoas inspiram outras à as seguirem, indo para além de onde alguém já esteve, para aquele lugar onde a criatividade substitui o lugar a angústia do “não sei”, neste tempo em que temos poucas respostas prontas para lidar com o cotidiano.

As pessoas que demonstram paixão pelo que fazem produzem certas coisas, imaginam e criam circunstâncias para viverem seu trabalho, sua prática, e imprimem novos comportamentos ao ambiente, os quais servem de modelo para as outras pessoas. Assim, seu poder de influência é maior, formando um sólido alicerce para liderarem por meio da inspiração. Líderes inspiradores estão aqui!

A forma de liderar mais inspiradora, provavelmente, é o que justifica esta competência “paixão pelo que faz” estar no topo da lista das dez competências mais importantes para o exercício do papel profissional hoje.

Como demonstrar que você tem paixão pelo que faz?

Você será percebido pelo modo como se importa com todos e com o todo, procurando cuidar para que o ambiente e as pessoas estejam indo em uma direção de melhoria. Outro ponto forte que será notado é o quanto você mesmo cuida de refletir e se autodesenvolver, procurando sempre se superar, não de modo forçado, e sim porque é de sua natureza, como seu alimento diário, a necessidade de ir um passo mais adiante. E, finalmente, o reconhecimento de sua paixão virá quando você demonstra real satisfação por sua produção, sabe o que te anima e se alegra com sua própria jornada, onde cada passo é um prazer e uma celebração por estar melhor que passo.

Se você está apaixonado pelo que faz, está livre, sem tensões, sem pressões internas e é isto que te permitir criar. Motivo pelo qual a criatividade é presente em você, te levando às ações que não se limitam aos padrões estabelecidos. Podemos até dizer que este é o motor para você avançar como liderança inovadora.

A sintonia entre o mundo interior e seu exterior é apresentada pelos apaixonados pelo que fazem.

Estava conversando com um grande líder, alguém que reconheço como um desses apaixonados pelo que fazem, ele estava apresentando um cenário caótico da empresa em que está, cheio de desafios, conflitos de comportamentos e de identidade, do negócio que está em uma grande transformação. Ele contava o que está ocorrendo com um sorriso, como se, naquele momento, achar uma saída lhe trouxesse muita alegria. Disposto a entrar de cabeça nos desafios, altamente produtor de felicidade às pessoas e suporte ao negócio, sabendo que isso era essencial para entregar o resultado. Quase dava para tocar em sua paixão, como algo concreto, como um objeto a se admirar e apresentar às pessoas como uma obra de arte.

É contagiante estar conversando com alguém com tamanha esperança, com tamanha vontade de dedicar-se a transformar. É por isto que os apaixonados pelo que fazem são tão cativantes e criativos, pois não limitam a si mesmos, não limitam onde podem ir e, assim, fazem todos serem influenciados por esta maneira positiva de ir adiante, melhorando e avançando.

Será que você pode se apaixonar pelo que faz? Pode apresentar esta contagiante forma de ser?

Comece a pensar se este é um desejo seu, pare de se lamentar, respire fundo e imagine novas possibilidades de fazer o que faz. Ocupe seu tempo planejando como as coisas podem ser diferentes e melhores, criando alternativas práticas para chegar lá, compartilhe com outras pessoas, procure gente aberta, disposta à, com você, moldar ideias ou novas práticas. Pode ser que o novo seja apaixonante para você.

Algumas dicas para ter mais criatividade e paixão pelo que faz:

1 – Reflita sobre o que faz hoje, o sentido que isto tem para você e pense no impacto que causará nos outros;

2 – Faça um projeto de futuro, no papel mesmo, pensando em coisas que possam ser melhores e mais positivas, que tornem o ambiente bom para se conviver. Não vá longe no começo, comece com um mês à frente e vá aumentando sua visão de tempo;

3 – Encontre e se aproxime de pessoas apaixonadas pelo que fazem, elas vão te contagiar e ser exemplos para mudar sua postura diante dos desafios, admire estas pessoas.

Conte com o DUX, seu assistente de desenvolvimento para seguir em frente.

Cuide de seu desenvolvimento, melhore em suas habilidades e conquiste saltos em sua carreira. Acesse www.desenvolva-se.com e experimente!

ESCRITO POR

Celso Braga

O Celso é um obstinado sonhador e realizador. Sócio-diretor do Grupo Bridge, é casado com a Adriana, pai do Lucas e do Mateus. Adora olhar pra frente e construir o futuro.

Artigos Recentes

Grupo Bridge 2021 © Todos os Direitos Reservados – GB Design Team