Vem que eu estou ainda melhor!

Janice Gonçalves

5 de janeiro de 2021

Blog do Grupo Bridge

Desenvolvimento humano, transformação cultural e inovação.
Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Vem que eu estou ainda melhor!
sobre quem a liderança se tornou

Meu avô dizia que a melhor escola que existe é a vida, porque além de ensinar na prática tem o objetivo de formar pessoas melhores, e não excelentes acadêmicos apenas.

Com tudo o que passamos durante esse 2020, a vida me fez aprender que a vida… É vida! Nós tínhamos o hábito de dizer a minha vida pessoal, a minha vida profissional, a minha vida afetiva, a minha vida social… E, num piscar de olhos, tudo isso se misturou.

Aí, foi uma corrida só para acomodar todas as mudanças da melhor forma possível, além administrar da melhor forma os impactos de cuidar das pessoas, o que considero ser o cumprimento da mais nobre das atividades da liderança.

Esse ano foi uma vida em muitas. Ah, se foi! E, por isso, quero te convidar a fazer um exercício que pode te ajudar a extrair os aprendizados e descobrir como você se tornou uma pessoa ainda melhor! Vamos lá?

1. Aprenda a conhecer mais de perto todos os eventos marcantes que te aconteceram para se beneficiar das oportunidades de aprendizado oferecidas. De uma maneira mais abrangente, olhar atentamente para os fatos vividos faz com que você se torne uma pessoa capaz de considerar todos os aspectos e a complexidade da vida em si, dando-lhe uma visão ampla, profunda e cheia de significados.

2. Aprenda a fazer, de preferência fazendo. Sim, muitas vezes ficamos estudando teorias e elaborando planos atrás de planos que não saem do papel, pelo simples fato de ter medo de errar.
É somente praticando que se mergulha em oportunidades para continuar fazendo o que se entende que está funcionando, melhorar continuamente e parar de fazer o que não funciona mais.
Isso te torna uma pessoa capaz de enfrentar situações adversas, ter repertório vasto e disponibilidade para compartilhar. É um verdadeiro laboratório de experiências.

3. Aprenda a conviver, as pessoas precisam compreender as interdependências existentes entre todos os projetos. E aqui vale a ressalva: projetos como um todo, incluindo os projetos de vida também, assim “família” é vista como um projeto, por exemplo.
Aceitar as interdependências dos projetos que temos possibilitam com que a gente seja capaz de entender o outro, gerenciar conflitos, agir com empatia e levar em consideração os valores coletivos e a diversidade.

4. E por fim, aprenda a ser num processo constante de autodesenvolvimento, extraindo e aproveitando cada oportunidade de aprender para estar em condições de agir com uma capacidade cada vez maior de autonomia, protagonismo, discernimento e corresponsabilidade.

Em todos esses anos desenvolvendo lideranças, pude perceber que esse processo possibilita que elas se vejam no mundo como agentes transformadores, capazes de se pautarem em propósitos e almejarem o bem-estar coletivo.

E você, em que liderança seus aprendizados te tornaram?

ESCRITO POR

Janice Gonçalves

Tia coruja do Gustavo e da Larissa, minha rotina é construir a lógica das coisas e transformar em soluções. Fora isso, meu negócio é viajar, conhecer gente e um bom rock’n roll.

Artigos Recentes

Grupo Bridge 2021 © Todos os Direitos Reservados – GB Design Team
small_c_popup.png

Receba nossas notícias

Bridge News