O futuro desejado é fruto do que plantamos hoje

Celso Braga

18 de novembro de 2019

Blog do Grupo Bridge

Desenvolvimento humano, transformação cultural e inovação.
Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Olhar para o futuro é algo que qualquer pessoa faz.  Pulamos sete ondas na passagem do ano e pensamos no que vamos querer que aconteça no próximo ano. Desde pequeno, você é indagado sobre o futuro. Em casa, alguém certamente já te perguntou o que iria ser quando crescesse, chegando ao ensino médio, “o que vai fazer na universidade?” e na graduação te perguntaram onde iria trabalhar. Ao começar um namoro, “e aí, quando vai casar?”, se casou, querem saber quando vem os filhos e por aí vai. Todo mundo quer saber do seu futuro, inclusive você!

Não existe um dogma para te dar segurança, nada é garantido. Não existem promessas para um futuro exato do jeito que você quer. Uma sucessão de acidentes e incertezas vai te levar para o amanhã. E então, como lidar com o futuro?

Com coragem, pois há apenas duas possibilidades para o futuro. Ou você enfia a cabeça num buraco como um avestruz ou planta o futuro que deseja indo em direção a ele mesmo com medo, mas com atitude. O mistério de ir adiante, mesmo sem saber com certeza o que se passará no momento seguinte, é a diversão da vida, pois as surpresas do caminho estão sempre presentes.

Mesmo com todas as inseguranças da vida, você pode dominar seus medos e seguir em frente, construindo um caminho que realmente deseja. E se não chegar 100% onde você quer, pelo menos estará bem perto disso, pois o processo de planejar e definir o que deseja para o futuro é, de fato, um modo simples de ficar acordado e consciente dos passos que necessita dar. Esta é a forma de se manter diante da insegurança da vida e de responder com coragem aos desafios que tem de enfrentar.

Essa segunda possibilidade, planejar e plantar, é algo muito próximo do que chamamos no mundo corporativo de “planejamento estratégico”. Eu acompanho planejamentos estratégicos empresariais há trinta anos, exercício fundamental para olhar para o futuro e planejar o que desejamos…

O planejamento estratégico empresarial é um exercício profundo de definição das premissas e desejos para um futuro melhor. Sim, não vi ainda um planejamento sequer para piorar o futuro. O que mudou nestes anos foi que as empresas e seus líderes aprenderam a sair de um planejamento mais duro e rígido para conseguir criar contornos e mudar organicamente durante a trajetória. E é assim que chegaremos aos nossos objetivos empresariais, por caminhos diferentes e revisados a todo momento, onde a liderança será a fonte de coragem para seguir em frente!

Não é à toa que, ao longo deste ano, vários fóruns internacionais sobre liderança, seja na Europa ou nos Estados Unidos, tiveram seus temas ancorado na “coragem”. Somente quando temos a coragem de abraçar nossas próprias limitações – seja na vida pessoal ou no mundo corporativo – que abrimos espaço para o autodesenvolvimento. Quem sabe que não sabe está de fato pronto para se lançar na aventura de aprender e evoluir. Assim, quem rapidamente aceita e demonstra que não sabe algo se coloca como o aprendiz corajoso que se adaptará ao que está por vir.

E então, está preparado?

ESCRITO POR

Celso Braga

Artigos Recentes

Grupo Bridge 2019 © Todos os Direitos Reservados – GB Design Team
small_c_popup.png

Receba nossas notícias

Bridge News